[Tempest Talks] Palestra Panorama Blockchain/Bitcoin

“O blockchain já está mudando o mundo. E a melhor maneira de aprender sobre bitcoin é na prática”, Marco Carnut.

Uma das palestras mais aguardadas do Tempest Talks São Paulo, realizado no mês de junho, na Casa Manioca, foi a apresentação “Panorama Blockchain/Bitcoin”, feita pelo co-fundador e diretor de Tecnologia da Tempest, Marco Carnut.

Na ocasião, ele explicou que o blockchain é uma rede global de notarização de transação de valores altamente confiável e segura, uma vez que todas as transações são transparentes e rastreáveis.

De acordo com Carnut, apesar de ser disruptiva e inovadora, a tecnologia ainda não é tão acessível a usuários leigos. Esse fator acaba tornando o bitcoin pouco difundido e pouco utilizado em transações na maior parte dos países do mundo.

O superintendente de Segurança da Informação da BM&FBOVESPA, Cristiano Adjuto Campos, destacou a grade de programação como um grande atrativo do Tempest Talks.

“Principalmente porque tivemos temas em voga, como blockchain e Jogos de Guerra, que são assuntos que contribuem bastante para a Tempest e para a comunidade de cibersegurança”, avaliou.

Já o CSO da rede Magazine Luiza, Gil Santos, ressaltou a importância de palestras de cunho gerencial, como a que foi feita pelo CTO da Tempest.

“Eu gostei bastante do modelo do evento, achei que mesclou bem os conteúdos. Gostei especialmente da palestra sobre bitcoin porque é um assunto normalmente acessível só ao underground e a gente percebe aqui que o pessoal vem usando isso na superfície”, destacou.

Para Marco Carnut, a resposta do público foi fantástica e superou as expectativas. “O público reagiu bem e me mostrou que o assunto gera uma curiosidade, um interesse, e que está havendo uma boa vontade do mundo corporativo de entender e mergulhar nessa nova tecnologia que tem um potencial tão disruptivo como é o bitcoin”, enfatizou.

Carnut disse ainda que promover o evento para a comunidade de cibersegurança de São Paulo é uma experiência ímpar e que ‘a proposta da Tempest como um todo é trazer esse tipo de expertise técnica para os executivos para o mundo corporativo’.

“O evento em si criou uma nova facilidade de comunicação, um canal digamos assim, que está fluindo de forma muito bacana e muito harmônica”, completou o diretor de tecnologia da Tempest. Palestra

Na palestra, Carnut mostrou que, ao contrário dos preconceitos, há muitas oportunidades de atuação para os bancos convencionais. Além disso, há outras aplicações inovadoras, como uso do blockchain para notarização de documentos, uso de micropagamentos para a web e internet das coisas, smart contracts, entre outros.

Segundo o executivo, “o Brasil é um dos poucos países onde é possível sair de uma casa de câmbio com bitcoin em pouco mais de uma hora”. Por outro lado, o bitcoin ainda é pouco recebido em pontos comerciais. “Ele é lento. Não funciona como pagamento de cartão de crédito porque ele exige um pouco mais de tempo. Ainda apresenta baixo desempenho”, detalhou.

Marco Carnut encerrou sua explanação ressaltando o grande potencial do blockchain. "E há ainda um universo de inovações derivadas do blockchain que simplesmente não dá tempo para mostrar em uma palestra de 40 minutos, pois cada uma delas individualmente mereceria uma palestra", concluiu.

*Marco Carnut é co-fundador e diretor de Tecnologia da Tempest Security Intelligence.

Partes anteriores

Próxima parte

Comentários
Aceita-se formatação à la TWiki. HTML e scripts são filtrados. Máximo 15KiB.

 
Enviando... por favor aguarde...
Comentário enviado com suceso -- obrigado.
Ele aparecerá quando os moderadores o aprovarem.
Houve uma falha no envio do formulário!
Deixei uma nota para os admins verificarem o problema.
Perdoe-nos o transtorno. Por favor tente novamente mais tarde.