Palestra sobre Drivers para Linux do Thadeu Cascar

A minha expectativa para essa palestra foi grande, pois um driver roda em kernel space e, por isso, perfeito para fazer rootkits. Porém o "hands-on" que eu estava esperando não aconteceu. Ainda assim, consegui extrair alguns pontos.

A principio o palestrante tentou deixar claro que, diferentemente do que muitas pessoas imaginam, o nome Linux não necessariamente precisa vir acompanhado do "GNU", pois apesar do Linux ter sido escrito para ser compilado no GCC, que é um o compilador da suite GNU, porem o mesmo não é o único capaz disso, pois atualmente existem alguns outros compiladores que são em linhas gerais inspirados" no GCC e que também são capazes de compilar o Linux.

Falando do desenvolvimento de drivers, o palestrante deu um overview sobre a estrutura de diretórios dos drivers no Linux, explicando em linhas gerais "onde fica o que". Em seguida, falou do ambiente para desenvolvimento de drivers no Linux, e a essas alturas eu já havia percebido que o que eu estava a esperar da palestra (hands-on) não iria acontecer. Daí então parei de prestar atenção na palestra e comecei a refletir sobre o mercado de informática e cheguei a conclusão de que existe bem mas "vida" além do hacking, quero dizer, a maioria das pessoas que escreve drivers pro kernel está bem mais preocupada em fazer a webcam, ou a impressora, ou o scanner funcionar.

Algumas frases que ficaram na minha cabeça:

  • "Se for desenvolver um driver o melhor é manter-lo no main-line"
  • "Se alguém mexer em alguma coisa no kernel e isso quebrar o seu driver, esse alguém deve fazer um patch para o mesmo (desde que esteja no main-line)"

Conclusão: "Um driver não é necessariamente um rootkit :("

Comentários
Aceita-se formatação à la TWiki. HTML e scripts são filtrados. Máximo 15KiB.

 
Enviando... por favor aguarde...
Comentário enviado com suceso -- obrigado.
Ele aparecerá quando os moderadores o aprovarem.
Houve uma falha no envio do formulário!
Deixei uma nota para os admins verificarem o problema.
Perdoe-nos o transtorno. Por favor tente novamente mais tarde.